domingo, 28 de março de 2010


"Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraçá-la."


Clarice Lispector

sexta-feira, 19 de março de 2010

Seriam, os best-sellers, bons livros?


Abro esta icógnita que tenho. Já tive a minha fase de livros com grandes marketing. Hoje, após conhecer grandes obras da literatura, penso que elas não acrescentam nada. Para mim, serviu somente para dar um passo na leitura.

A única obra da qual não me arrepende é o grande livro de 2008: a menina que roubava livros, de Markus Zusak. A poesia do livro atravessa o leitor sem parecer piega. Além de ter um grau de linguagem que acrescentam muito.

Do mais, não troco os grandes e bons clássicos. Nada como ler um Saramago, Gabriel Gárcia, uma Clarice, um Kafka... Seriam muitos os grandes autores que considero excelentes e únicos.

Suas obras atravessam gerações e são atemporais. Isso porque os escritores são visionários, e nos presenteiam com textos e uma narrativa de dar gosto.

E você, considera os best-sellers bons livros?